LUTO: Poeta da geração Psiu Poético é cassado


O poeta, escritor e professor Marcio Adriano Moraes, da geração Psiu Poético, participando do Salão desde os seus 14 anos de idade, teve sua obra “Ler-se(R)”, que havia sido selecionada para o PAES 3ª Etapa da Unimontes, covardemente boicotada e retirada da lista de livros do vestibular público da Universidade Estadual em função do pedido de um cursinho pré-vestibular da cidade de Montes Claros. Sem nenhuma justificativa plausível ou declaração oficial da comunidade acadêmica, o autor publicou uma carta aberta convidando toda a comunidade a reverter essa triste situação:

CARTA ABERTA À COMUNIDADE ESCOLAR

Prezados parceiros de literatura, escritores, poetas e artistas,
Estimados colegas professores, queridos alunos e amigos sinceros,

No dia 2 de maio, após assumir uma cadeira na Academia de Letras, Ciências e Artes do São Francisco (ACLECIA), fui agraciado com uma notícia alvissareira, meu livro “Ler-se(r)” foi indicado para o PAES 3ª Etapa da Unimontes. Livro de crônicas premiadas em Concurso da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), em 2010; no Concurso Literário Paulo Setúbal em Tatuí, São Paulo, no ano de 2015; e no Concurso Literário Femaçã de Veranópolis, Rio Grande do Sul, em 2015. Reconhecimento de um trabalho de dez anos de produção literária em Montes Claros, com 13 livros autorais publicados e 23 participações em Antologias, levando o nome do Norte de Minas pelo Brasil com prêmios recebidos em vários concursos literários, como se pode comprovar nas mídias e divulgados em nosso site pessoal.

Porém, hoje, dia 16 de maio, após ter recebido cumprimentos pela indicação do meu livro, após investimentos em tiragens para atender aos leitores-estudantes, após ter vendido exemplares a alunos, professores e curiosos, após ter me colocado à disposição da comunidade escolar, sobretudo aos colégios particulares da cidade, a partir de contato feito a parceiros professores, fui surpreendido com a RETIRADA de “LER-SE(R)” da LISTA DO PAES 3ª ETAPA.

Sem nenhuma nota de esclarecimento, a Unimontes, onde me graduei em Letras, me especializei em História e conclui o Mestrado em Literatura, cuja Editora publicou meu primeiro livro “Genuíno” em 2007, simplesmente divulgou uma Lista de Obras do Paes Retificada. Ao questionar o presidente da Cotec a razão que motivou a supressão do meu livro, ele disse que um cursinho da cidade pediu para retirar o meu livro, porque sou professor do Colégio Sólido. Como assim? Um cursinho responde e/ou representa a opinião de toda a comunidade escolar?

Ano passado, a amiga e escritora Karla Celene Campos, professora do Colégio Prisma, teve sua obra “O lado de dentro das coisas” indicada para o Paes 2ª Etapa. Seu livro foi valorosamente recebido por toda a comunidade escolar com muito orgulho pelo reconhecimento de poeta da região e pelo seu talento literário. A escritora Karla esteve em vários colégios palestrando sobre sua produção, inclusive no Colégio Sólido, onde fez o lançamento de seu livro e obteve o carinho dos alunos.

Sempre fiquei esperando ansiosamente a publicação das obras do Vestibular para ajudar na promoção do autor e de sua literatura, que representa a nossa cultura. Assim fiz com Aroldo Pereira, Petrônio Braz, Osmar Oliva, Andrea Martins, Wagner Rocha, Karla Celene Campos, e continuarei fazendo com todos os indicados de nossa terra. Confesso que sempre esperei ver o meu nome lá na lista também para poder fazer o mesmo, conversar com os leitores sobre a minha poesia. Ser escritor neste sertão é difícil, não conseguimos concorrer com grandes editoras nem com os clássicos. A indicação de um livro para o vestibular é uma grande porta que a Unimontes me abriu e fechou abruptamente.

Estou consternado.

Você que me conhece (colégio, escola pública, professor, aluno, amigo) ou que se solidariza com esta causa, peço o seu LUTO!

abraços sempre genuínos
márcio adriano moraes
#somostodosmarciomoraes

Livro de crônicas "Ler-se(R)", que foi retirado da seleção do vestibular da Universidade Estadual de Montes Claros sob pedido de um cursinho pré-vestibular privado

Livro de crônicas “Ler-se(R)”, que foi retirado da seleção do vestibular da Universidade Estadual de Montes Claros sob pedido de um cursinho pré-vestibular privado

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>