Rêgo Júnior expõe no Painel de Poesia Juca Silva Neto


 
Está expondo de 16 a 30 de novembro de 2016 no Painel Permanente de Poesia Juca Silva Neto, na Biblioteca Pública Municipal Dr. Antônio Teixeira de Carvalho, o poeta maranhense Rêgo Júnior com a exposição “Zigoto das Palavras“, com parte dos poemas que compõe livro com mesmo título.
Rêgo Júnior participou do 30º Salão Nacional de Poesia Psiu Poético

Rêgo Júnior participou do 30º Salão Nacional de Poesia Psiu Poético

Os poemas tem uma linguagem contemporânea ligada às inquietações da juventude e dos poetas do século XXI. Conforme a poeta Noélia Ribeiro, “Zigoto das Palavras, livro de estréia de Rêgo Júnior, destina-se aos apaixonados, aos inconformados, aos inquietos, que buscam compreender a si, aos outros neste nosso mundo desigual e sedutor, mas nem sempre conseguem. São poemas que beijam, copulam, choram, gritam, mordem e não assopram depois. Exatamente por isso vale a pena a sua leitura.”
Rêgo é poeta maranhense radicado em Brasília desde 1997, funcionário público por subsistência, poeta por amor e vocação, apresenta seus recitais de forma performática em bares, espaços culturais e eventos artísticos e populares. Integrante do recital Francisco Morojó, da Ceilândia; organizador do grupo Poeme-se de Taguatinga que se apresenta todas as segundas e quartas de cada mês no Bar BLUES PUB em Taguatinga (centro) [Fonte: TBone Açougue]. Em Montes Claros esteve participando da 30ª edição do Salão Nacional de Poesia Psiu Poético.
Contato: (61) 9262-6272
E-mail: [email protected]
~ Introversão ~
Hoje senti saudades minhas…
de ser mais meu amigo
de lesar os ponteiros do dia
quando o meu corpo clama
que o tempo é pra ser todo meu
Senti saudades…
de ter um pacto comigo
de brincar com os meus medos
de falar dos meus desejos
de redescobrir os meus apegos
Saudades…
tantas são minhas
de ter verdades comigo
que me mostrem a lógica dos meus equívocos
o sabor do meu fel
de padecer de minha falta de gratidão
Saudades…
de ter um tempo comigo
de falar com meu umbigo
de ler a Flor que não Espanca
ouvindo o banzeiro trazer o jangadeiro
de catar estrelas que brilham no chão
de pensar na vida a esmo
Hoje senti saudades minhas…
de ser irresponsável em matar um dia da lida
pra saber que há mais vida
entre o mim e o eu
***
POEMAS PARA O FINAL DE ANO - : Os poetas interessados em participar de exposição coletiva do Painel Permanente de Poesia Juca Silva Neto neste final de ano, podem encaminhar poemas impressos em formato A4 ao Centro Cultural Hermes de Paula, localizado na Pça Dr. Chaves, 32, Centro. Telefone: (38) 3229-3456.

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>